Dependurado de ponta cabeça sobre a ponte do Pau Furado

Há um pedaço de pão velho em meu bolso que evito comer porque não tenho ainda fome suficiente

Este pão me foi dado por um velho mendigo na Praça 13 de Maio, ele o guardava numa sacola branca do Carrefour

Há um último cigarro amassado em meu maço que evito fumar porque não tenho ainda vontade suficiente

Este cigarro me foi dado por um amigo bêbado na porta do bar da 34, ele o levava escondido atrás da orelha esquerda

Há uma cama, com lençóis sujos me esperando do outro lado da cidade, em que evito deitar porque ainda não tenho sono suficiente

Esta cama me foi dada por uma senhora no bairro Tubalina, ela a jogaria no terreno baldio em frente à sua casa

Há um cão vira-lata em meu encalço que evito olhar porque não quero dividir meu pão que para nós dois ainda não é suficiente

Este cão fareja o odor da minha vergonha, das calúnias e das mentiras que carrego comigo, alojadas fundo, entre os ossos de minha caixa torácica

Há um cadáver com formigas caminhando sobre sua amarelada pele, podre e macilenta, do qual evito lembrar-me porque não tenho coragem suficiente

Este cadáver sou eu, amarrado de ponta cabeça, dependurado na ponte do Pau Furado, sobre os trilhos de ferro, rezando para que acreditem em minha história

Há um bilhete de suicídio em meu bolso, que não foi escrito por mim

Robisson Albuquerque

Robisson Albuquerque

Lançou em 2009 seu primeiro livro, "13 poemas ácidos no bolso da calça", escreve no blog Hotel Sete e nos muros da cidade. É editor na Editora Subsolo e produtor na Agência Cultural, organizadora dos projetos Noites Literárias e Sarau Subsolo. Atualmente prepara o lançamento do seu segundo livro de poemas e escreve um romance sobre os fracassados.

Sem comentários; deixe o seu:

Seu comentário é importante!

Your email address will not be published.

Você pode usaratributos e tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>