Entenda tudo sobre captação de recursos

Especialistas em São Paulo oferecem orientações importantes para que você entenda tudo sobre Captação de Recursos. São aspectos necessários à captação de recursos, desde o estudo de viabilidade do projeto até a pós-venda.

Existem muitos captadores de recursos no Brasil, o problema é que eles não fazem só isso ou não se identificam, não se assumem captadores. A profissão ainda não é regulamentada e reconhecida. É uma questão complexa.

A afirmação é de Daniele Torres, diretora da Companhia da Cultura (elaboração de projetos e captação de recursos). Para ela, é raro encontrar o captador que efetivamente só capte e que atenda à demanda de produtores e artistas que querem alguém exclusivamente para buscar recursos para seus programas e ações.

A falta de formação específica também contribui. “Os profissionais que atuam nessa área geralmente têm formação diversa e exercem diferentes atividades, acumulando a captação com outras tarefas”, diz. Tendo isso em vista, Daniele criou o curso de Formação em Captação de Recursos, uma jornada de 60 horas de aula, com 14 especialistas, que o site Cultura e Mercado promove em São Paulo, de 4 de abril a 15 de junho de 2016.

João Paulo Vergueiro, diretor executivo da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), concorda que faltam profissionais qualificados para fazer captação de recursos hoje no Brasil. Ele conta que a ABCR tem divulgado cada vez mais vagas, mas percebe-se que muitas delas não são preenchidas. “Poucos conhecem a área, por isso não há muita entrada de novos profissionais para suprir a demanda”, afirma. Um dos motivos é que, em geral, os melhores captadores já estão vinculados a alguma organização, já estão contratados, e não conseguem atender a mais demandas.

Mas o que caracteriza os melhores captadores? Segundo Vergueiro, um bom captador de recursos é aquele que, antes de tudo, entende que o doador não é dele, mas sim da organização ou do projeto em nome de quem ele capta. “O captador também entende a importância do pedido, e o impacto que vai trazer para o projeto pretendido, que vai além de uma mera transação econômica”, explica. Além disso, segundo ele, o captador deve ser transparente em suas ações, e promover a transparência também entre o doador e quem recebe o recurso.

Daniele completa: o captador precisa ser alguém muito bem relacionado, bem informado, necessariamente articulado e bom de negociação. Precisa ser alguém persistente e com boa autoestima, com paciência para ouvir “não” e seguir em frente. Não pode ser uma pessoa que se frustra facilmente.

O sucesso de um captador é feito com uma coleção de insucessos, então não é qualquer pessoa que lida bem com isso. Além disso, precisa ser uma pessoa que trabalha bem sob pressão, afinal é nele que se concentram as expectativas de toda uma equipe de um projeto cultural pela sua realização ou não.

Entenda tudo sobre captação de recursos –  9 dicas

1. “A captação de recursos é um caminho para o sim construído por ‘nãos’. Cada negativa significa que estamos mais perto do sucesso. É fundamental ao captador ter persistência, paciência e vocação para lidar com a frustração.” (Daniele Torres)

2. “Busque parceiros patrocinadores convergentes com o seu projeto. Pesquise o posicionamento de marca e o histórico de projetos patrocinadores pelas empresas que pretende abordar. Não adianta atirar para todos os lados. Foco.” (Minom Pinho)

3. “Estude diferentes possibilidades de financiamento para seu projeto. A Lei Rouanet é muito disputada, entretanto há inúmeras possibilidades de leis federais, estaduais e municipais que podem ser utilizadas por um mesmo projeto.” (Ivan Barbosa)

4. “Incentivo fiscal: há quem diga que é ruim com ele, pior sem ele. Com certeza pode ser uma opção a mais para oferecer ao seu parceiro patrocinador.” (Carolina Kazumi)

5. “No ProAC, o patrocinador tem a vantagem da divulgação da marca sem necessidade de investimento próprio, pois a verba do patrocínio vem do desconto no ICMS devido, isto é, a verba é 100% pública.” (Inti Queiroz)

6. “O relacionamento com o patrocinador começa muito antes do patrocínio” (Erica Morizono)

7. “Diversifique e construa uma rede de apoiadores para suportar campanhas diversas e criativas de captação.” (Silvana Santos)

8. “Na hora de captar patrocinadores, explore também a história por trás do seu projeto. O motivo dele existir. O problema que ele resolve. Os perrengues sofridos até que ele atingisse aquele estágio de maturidade. Para isso lembre-se do Harry Potter. A série de livros é boa. Mas sua autora, J. K. Rowling, conseguiu uma boa dose de fama e publicidade também explorando a história por trás dele.” (Bruno Scartozzoni)

9. “Ganhe a atenção e interesse do seu investidor em 10 segundos.” (Ivan Teixeira)

Leia mais: Captação: uma questão complexa

Página Cultural

Para contribuir com ideias, sugestões e informações, use o e-mail: pagcultural@gmail.com.

Sem comentários; deixe o seu:

Seu comentário é importante!

Your email address will not be published.

Você pode usaratributos e tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>