O Nosso, De Cada Um

poema-de-amor

 

Eu de repente me desfaço, porque preciso me refazer em você.
Não porque deixo de ser algo em mim, mas porque passo a ser em você também.
Como se o que você é também fosse parte do que sou.
E para entender o que é isso, deixo-me suspensa de tudo o que eu sabia que era.
Eu não posso explicar, eu simplesmente compreendo na infinidade do que me causa o sentir.
A loucura parece ser então, a capacidade justamente de entendê-lo.
A vida em você, é minha também.
Minha extensão feita de poesia e de arte, movimenta-se em tudo o que te movimenta também.
Nós somos nossos, sem deixarmos de ser o que é de cada um.
Não consigo mais te fingir em mim.
Não consigo mais me esconder em nós.

Camila Reffatti

Camila Reffatti

Sei que quando sinto, eu sou. Então vou sendo agora, depois agora no futuro, mas nunca esquecendo do agora que já foi. Vou sendo, até que não cabe mais ser agora.

1 Comentário

Seu comentário é importante!

Your email address will not be published.

Você pode usaratributos e tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>