Para sentir mais intensamente

“Levante-se, olhe para frente, mantenha o olhar no horizonte,  com flexibilidade vá adiante em harmonia com o ambiente, sinta o fluxo.”

 

Estas  são instruções para praticar o stand up paddle, um esporte onde se rema em pé sobre uma prancha. Suas coordenadas incluem integrar-se com a natureza, expandir sua percepção no horizonte, não perder seu centro de equilíbrio, ser flexível e não endurecer. Tais regras podem ser úteis para a vida de nós, seres viventes.

somaestetica-do-instituto-de-artes-da-universidade-federal-de-uberlandia

O Ocidente lentamente está admitindo que atividades corporais podem educar e organizar a mente, que tais práticas podem mudar os sentimentos, as emoções, e podem curar até mesmo a depressão. Finalmente, incorporamos alguns princípios das práticas corporais advindas do Oriente e que partem dessa visão integral corpo/mente: misturam ética, estética entre outros múltiplos aspectos. A experiência integral de práticas corporais é estudada, por exemplo, por Richard Shusterman que aponta como nosso pensamento e nossos sentidos dependem de uma saúde corporal e,  consequentemente, quanto mais desenvolvidos os sentidos, mais profundamente podemos sentir, refletir, e desfrutar de experiências estéticas.

Voltando ao stand up paddle, a experiência sensorial nessa atividade esportiva é presente de forma ampliada e complexa. Não se pode ignorar o ambiente, a temperatura da água, o vento, seu abdômen. Ao mesmo tempo que uma paisagem natural ampla convida o praticante à uma desconexão (a ficar na “viagem”, na fantasia), uma queda (deliciosa) lembra que você é corpo e que é bom estar presente. Então, o treinamento do stand up não é corporal: não é só remar:  é aceitar e coordenar você em integração com o mundo circundante .

Pense bem: a fala mansa e o jeito “tô de boa” dos surfistas pode ser relacionado com a prática de surfar, à habilidade de encarar grandes e inesperadas ondas. Sem stress, eles “tiram onda” do perigo. O mar não oferece estabilidade e nem previsibilidade, assim como a vida. Muitos tem um cotidiano mais maneiro porque surfam. Não é a maconha. ( eu acho).

O Recanto das Águas, onde ocorre a prática de stand padlle em Uberlândia é uma espécie de Louvre local, lugar privilegiado para sentir intensamente, pensar e refletir sobre a vida – somaticamente, somaestéticamente.
(A Mona Lisa é a ponte do A).

O constructo teórico da Somaestética reúne uma série de discussões que mostram a depreciação que a cultura humanística tradicionalmente atribuiu ao corpo. Contemporaneamente, e felizmente,  vemos crescer as discussões sobre como o corpo tem grande impacto no desenvolvimento cognitivo, na  transformação da personalidade, na minimização de preconceitos, na capacidade de desenvolver empatia e de despertar nossos potenciais estéticos. Quando sentimos raiva nosso peito dói. Se respiramos o nervosismo passa.  Quando lemos um bom texto ou temos uma boa conversa ficamos excitados. Da mesma forma, quando fazemos stand up paddle apreciamos a natureza, respiramos melhor, sentimos mais intensamente e tornamo-nos mais flexíveis e fortes, ( e … até mesmo ganhamos uns musculinhos!)

Informações sobre stand Up paddle em Uberlândia: 
Movente / Carol Costa (34) 992168429

Sobre Somaestética:

Leia : SHUSTERMAN, Richard. Consciência Corporal. Tradução de Pedro Sette-Câmara. Rio de Janeiro: E. Realizações, 2012.

Se você quer fazer pesquisa sobre arte e somaestética, participe do grupo Somaestética do Instituto de Artes da Universidade Federal de Uberlândia (lucianaarslan@gmail.com)

 

Luciana Arslan

Luciana Arslan

Trabalha na Universidade Federal de Uberlândia - UFU, onde é professora do IARTE. É autora de livros publicados pela Editora Moderna e Thomson Learning. Formada em Artes Visuais, fez mestrado na UNESP, doutorado na USP e realizou estágio de pesquisa pós-doutoral no Center for Body, Mind and Culture na Florida Atlantic University com bolsa da CAPES. Tem concentrado seus estudos na área da Somaestética.

Sem comentários; deixe o seu:

Seu comentário é importante!

Your email address will not be published.

Você pode usaratributos e tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>