Sobre ele

Hoje quando sentei aqui para escrever, tinha decidido não falar sobre amor.
Tinha decidido escrever sobre qualquer outra coisa bonita.
Pensei em criar uma fábula que contasse a estória de uma menina que conversava com borboletas, e por assim ser, nela um dia nasceram asas coloridas.
Pensei em produzir um poema que descrevesse os nevoados dias de chuva.
Pensei em tecer peças que figurassem o tempo.
Pensei em contar anedotas sobre enganos.
Pensei nas milhares possibilidades de vida, foi quando percebi que não haviam maneiras de não falar sobre o amor.
Nele estavam contidos todos os meus casos, meus desejos, minhas histórias, minha imaginação.
Eu não poderia não falar dele, porque é tudo que nele buscamos.
Qualquer outra coisa bonita estaria ele.
Qualquer coisa bonita é dele.
Qualquer coisa nessa vida é por ele.

Camila Reffatti

Camila Reffatti

Sei que quando sinto, eu sou. Então vou sendo agora, depois agora no futuro, mas nunca esquecendo do agora que já foi. Vou sendo, até que não cabe mais ser agora.

Sem comentários; deixe o seu:

Seu comentário é importante!

Your email address will not be published.

Você pode usaratributos e tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>