Inicial » Especiais » Trovadores Elétricos

Trovadores Elétricos

Share on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on FacebookPin on PinterestShare on RedditDigg thisEmail this to someone

Trovadores Elétricos é um livro plugado, que percorre em alta velocidade uma estrada poética cheia de ritmos e possibilidades, expressos principalmente por meio da narratividade impressa nos poemas. Recheado de referências ao rock e à literatura, os textos de Anderson Pires são ao mesmo tempo diretos e complexos e parecem nos mostrar como a vida pode (e deve) ser ouvida sempre no volume máximo.

Escritos em sua maioria entre 2007 e 2012, alguns dos poemas já haviam sido publicados anteriormente, em veículos literários, como o site Texto Território, o jornal Plástico Bolha e a revista Um Conto. Mas a maior parte dos textos passou por mudanças, resultando muitas vezes em escritos bastante distintos dos iniciais.

Para Anderson, este seu primeiro livro solo funciona como uma espécie de radiografia da cena poética na qual ele atua, trazendo, além da influência de poetas consagrados como “o quarteto Bandeira-Drummond- Murilo- Cabral, além de uma gotinha de Augusto de Campos”, uma presença marcante dos seus parceiros contemporâneos.

Estruturado em blocos marcados por uma intensidade tanto rítmica quanto de conteúdo, Trovadores Elétricos traz tanto textos caracterizados pela dinamicidade e próximos de uma prosa poética, como poemas mais reflexivos sobre as relações afetivas, passando ainda pela lírica amorosa rasgada e culminando em uma perspectiva mais filosófica e libertária diante da vida.

O projeto do livro Trovadores Elétricos foi contemplado em 2011 pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura Murilo Mendes, da Prefeitura de Juiz de Fora, e é publicado pela FUNALFA em coedição com a Aquela Editora.

O autor

Anderson Pires da Silva nasceu em 1972, natural de Angra dos Reis. Graduado em Letras (UFJF/1997), Mestre em Literatura Brasileira (UERJ/2000), Doutor em Letras (PUC-Rio/2006). Professor de Literatura, já trabalhou em Cabo Frio, Niterói e Ubá e atualmente leciona no programa de Mestrado em Letras do Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora. Desde sua chegada a cidade, tem atuado na cena literária. No ano 2000 publicou o folhetim psicodélico Los paranóias, no fanzine Urgh!. Em 2005, coordenou o núcleo de criação poética do espaço cultural Casa de Ideias. Em 2006, participou da coletânea Livro de sete faces, organizada por Érika Kelmer e Elza de Sá Nogueira. Em 2008 elaborou o sarau Eco Performances Poéticas, uma parceria com Juliana Magaldi e André Capilé. Em 2009, publicou a historiografia Mário e Oswald: uma história privada do modernismo (FAPERJ/7Letras). Em 2010 lançou o folhetim Malditos em signodeplutao.blogspot.com. No ano de 2012, participou da série Contos Urbanos, organizada pelo jornal Tribuna de Minas. Em 2022, se vivo ou morto, estará nadando na Praia Grande.

O lançamento:

Dia 9 de março de 2013 (sábado),
a partir das 10h na Livraria A Terceira Margem.
Rua Halfeld, galeria Pio X, 2º piso, loja 127. Centro.
Juiz de Fora, MG

Shopping...

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados.


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>